Início > Direto do Vale > Caminho seguro para Nuvem

Caminho seguro para Nuvem

21/06/2012

Desde que as áreas de TI começaram a se preparar para a Nuvem e de fato tirar vantagem dela, o tema segurança é o primeiro a surgir. Neste artigo vamos rever o tema segurança, não só aspectos de proteção de dados mas principalmente a estratégia necessária para garantir continuidade da TI de sua empresa quando a caminho da Nuvem.

Levar uma infra-estrutura de TI a aproveitar as mudanças no modelo da computação mundial exige cautela, e a melhor forma de começar é a partir do que existe hoje no seu ambiente. A virtualização dos servidores, desktops, aplicativos, rede e storage com certeza são o primeiro passo, pois mantem os dados, sistemas e segurança atual intactos. O segundo passo naturalmente é a automação dos processo de manutenção do datacenter, podendo se estender até a automação de todos os aspectos de gerenciamento do datacenter, sem deixar de lado medidas de custo de cada componente.

Neste ponto teremos um ambiente pronto para escalar a maiores proporções com menor custo operacional. Bom, e a segurança ? Sistemas virtualizados tem a característica de criar portas e chaves virtuais que os administradores devem estabelecer como se fossem físicas, com base em um plano que segue a mesma logica de um ambiente físico. A segurança do ambiente continua dependendo de um bom plano e boa execução.

Ate o momento não podemos caracterizar este ambiente como Nuvem Interna, ou Private Cloud pois falta a cereja do bolo, o sistema que ira oferecer todas as componentes de TI, como aplicativos, rede, servidores, desktops e dados em um website interno, como se fosse uma loja da Apple, sendo que cada recurso consumido é cobrado automaticamente do centro de custo do usuário. Pronto, agora podemos chama-lo de Private Cloud.

A criação da Nuvem Interna também pode ser entendida como o processo de trazer as vantagens operacionais de uma Nuvem Publica, mas para dentro de casa, dentro da segurança da sua rede. Desta forma a empresa esta pronta para experimentar passo a passo o consumo de serviços externos, como por exemplo a contratação de SaaS específicos por área de negocio, ou recuperação em caso de desastres na Nuvem, ou ainda começar a levar parte dos workloads da sua Nuvem Interna para Nuvens externas sob contrato de garantia de segurança com seu provedor de Nuvem.

Cada negocio, empresa e datacenter tem suas características, para alguns a virtualização e automação basta, para outros a Private Cloud completa interessa, e ainda existem as empresas que passo a passo já estão exercitando o conceito de Hybrid Cloud ou Nuvem Híbrida ao explorar serviços de provedores externos. Seja qual for a melhor opção para a sua Nuvem, a melhor forma de chegar lá é com cautela e um passo por vez, trazendo primeiro os benefícios tecnológicos de Nuvens publicas para sua rede.

Anúncios
Categorias:Direto do Vale