Início > Cloud Computing, Conceitos > IaaS – Infrastructure as a Service

IaaS – Infrastructure as a Service

05/07/2010

Infra estrutura como serviço ( IaaS )

Infrastructure-as-a-service ( IaaS ) é a entrega da infraestrutura de computação como um serviço em um ambiente típico de plataforma virtualizada, segundo o Wikipedia[1]. IaaS alavanca tecnologia, serviços e investimentos em datacenter como um serviço relevante ao departamento de TI dos clientes. Ao contrário da tradicional terceirização (outsourcing), que requer um pesada dívida, negociações complexas e contratos longos para a construção de uma infraestratura, IaaS é centrada em um modelo pré-definido, padronizado e otimizado para as aplicações dos clientes, simplificando o trabalho criando um serviço de escolha, como um menu à la carte ou sob medida.

Os fornecedores de IaaS gerenciam a transição e a hospedagem de aplicações seletas em suas infraestruturas. Já os clientes mantêm propriedade e o gerenciamento das aplicações, sem se preocupar com a hospedagem das operações e a manutenção da infraestrutura. Para a implementação do fornecedor, são necessárias as seguintes camadas de componentes:

  • Computer hardware (ajustado como uma grade/ grid para escalabilidade horizontal);
  • Computer Network (rede que inclui roteadores, firewalls, load balancing/ balanceamento de carregamentos);
  • Conectividade da Internet (normalmente, em OC 192 backbones[2]);
  • Ambiente de virtualização de plataforma para rodar máquinas virtuais especificadas pelos clientes;
  • Acordos para níveis de serviços;
  • Sistema de compunting billing.

Ao invés de adquirir espaço em datacenter, servidores, software, equipamento de rede, etc, clientes da IaaS essencialmente alugam estes recursos como um serviço terceirizado completo. O serviço é cobrado em uma base de serviços prestados e consumidos pelo cliente ao mês. O cliente somente paga por aquilo que consumir de recursos.

Os benefícios primordiais para o uso deste tipo de serviço terceirizado são:

  • Pronto acesso a um ambiente pré-configurado que é geralmente uma base ITIL  – The Information Technology Infrastructure Library, um framework customizado para as melhores práticas e desenhada para promover qualidade nos serviços prestados);
  • Uso da última tecnologia  para equipamentos de infraestrutura;
  • Plataformas de computação ‘sand-boxed’ altamente seguras, protegidas e isoladas contra violações;
  • Riscos reduzidos por ter manutenção dos recursos realizada por uma terceira parte/ empresa;
  • Habilidade em gerenciar oscilações de demandas (picos e vales);
  • Custos baixos que permite gastos com a contratação de serviços ao invés de investir capital em infraestrutura;

Redução de tempo, custos e complexidade em adição a novos recursos ou capacidades.


[1] http://www.wikipedia.com.br

[2] – OC – Optical Carrier 192 linha de transmissão capaz de transferir 9.95 gigabits de dados por segundo.

– parte das informações retiradas do livro “Cloud Computing – implementation, management and security – John W. Rittinghouse e James F. Ransome – CRC Press

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: